×
Calendario de Eventos
Materias Contactos Pesquisar
Login
x

Dança contemporânea nos palcos de Maputo

Começou ontem, dia 18 (Setembro de 2018) a Semana Internacional de Dança  Contemporânea – Tridisciplinar, que decorre até o dia 21 (Setembro de 2018) em 4 prestigiadas salas da cidade de Maputo (Centro Cultural Franco Moçambicano, Centro Cultural Brasil-MoçambiqueCamões - Centro Cultural Português em Maputo e Fundação Fernando Leite Couto). O Tridisciplinar é um laboratório artístico experimental e proporciona o intercâmbio entre artistas multidisciplinares com enfoque na dança, teatro e fotografia. A programação é contemplada por artistas nacionais que durante os 4 dias vão compartilhar os seus trabalhos com o público de Maputo.

Desta vez, o Tridisciplinar foi antecedido por uma exposição fotográfica intitulada “Kinani Através da Lente” que ficará exposta até o dia 28 de Setembro no Centro Cultural Português em Maputo - Camões. A exposição colectiva que retrata a longa história da Plataforma Internacional de Dança Contemporânea – KINANI, que desde 2005 tem vindo a organizar várias actividades com vista a promover a dança contemporânea em Moçambique.


Ainda no Instituto Camões, houve no dia 18 houve a “Arte sobre Arte”, que proporcionou aos presentes um debate aberto acerca da fotografia das artes performativas, participaram deste participação dos fotógrafos participantes na exposição, nomeadamente Adiodato GomesEmídio JosineJoão Costa (Funcho)Yassmin ForteMauro Vombe e Tomás Cumbana criando também um diálogo entre os diferentes intervenientes da criação de arte sobre artes.


Dia 19, a jovem coreográfica e bailarina Rosa Mário ocupará o espaço da Fundação Fernando Leite Couto a partir das 18h00, para apresentar a já admirada peça “Conexões” que retrata a vida de uma mulher e os vários sonhos que a faz estar conectada com quotidiano. Ainda no mesmo local, Benjamin Manhiça soube ao palco para apresentar a sua peça “Preferia”.

No dia 20 de Setembro, na mesma hora, Pak Ndjamena entra em cena no Centro Cultural Brasil – Moçambique com o seu mais recente trabalho intitulado “Uma Proposta Feminina” que conta com a interpretação de Daniela Coelho e Flore Chabernaud onde buscam através de movimentos corporais explorar a linguagem corporal como objecto fundamental que produz um estado de presença.

Já o Centro Cultural Franco – Moçambicano, recebe no último dia do evento (21), a obra de Lulu Sala “SHIFTING” que exalta a liberdade mental & corporal, e “Sentido Único” de Ídio Chichava”, uma performance que procura interrogar a marginalidade e como o contexto social expõe questões relacionadas com a exploração, a violência, o assédio, a traição, a submissão, o limite ou a explosão.

A programação também conta com oficinas criativas entre artistas estabelecidos e amentes da dança contemporânea, os resultados desta oficina serão apresentados no último dia do evento. Pelo que, espera-se a participação de artistas estabelecidos e não estabelecidos e de jovens criadores representando a comunidade artística de nível local.

A Semana Internacional de arte contemporânea - Tridisciplinar é um evento que antecede o Festival Internacional de Dança contemporânea – KINANI e possibilita sobretudo a que os amantes das artes em Maputo possam explorar os seus interesses artísticos a partir da perspetiva do processo de construção por detrás da obra. Esta iniciativa conta com a parceria do Camões- Centro Cultural Português, do Centro Cultural Franco Moçambicano, da Fundação Fernando Leite Couto e do Centro Cultural Brasil-Moçambique. 


Texto: Belarmino Augusto Lovane