×
Calendario de Eventos
Materias Contactos Pesquisar
Login
x

Mudungaze em residência artística de Portugal

O artista plástico moçambicano Mudungaze, foi seleccionado para uma segunda residência artística no Hangar Centro de Investigação Artística, em Lisboa, Portugal. Mudungaze integra um conjunto de 8 artistas seleccionados para programa de residências artísticas (Liz Obert, Ayọ̀ Akínwándé, Lilla Szàsz, Frans Van Lent, Casper Wolski, Sunyoung Hwang, Natascha Seideneck, Christian Hawkey) daquele que é considerado um dos maiores centros de arte contemporânea da Europa.

A segunda residência artística de Mudungaze, conta com o patrocínio da Fundação Calouste Gulbenkian, para os dois meses de residência, que consiste no desenvolvimento de "trabalhos de instalação que se repetem no mesmo “ideal criativo”, e que exploram o conceito de identidade, sobre nós próprios e de como nos vêem”, uma reflexão sobre os aspectos sociais, culturais e políticos encontrados em diferentes contextos moçambicanos.
Depois de uma bem-sucedida primeira residência artística na cidade de Braga onde teve o patrocínio da Fundação Calouste Gulbenkian e o apoio incondicional da Câmara Municipal em meios humanos e materiais, Mudungaze ofereceu workshops de criatividade no " projecto Homem", um centro de reintegração de indivíduos marginalizados socialmente onde teve como participantes os internados com uma faixa etária dos 20 aos 70 anos, a pedido da Câmara Municipal de Braga, realizou no local a exposição individual " PANGEA", workshops para crianças de várias idades acompanhadas pelos pais e filhos.
Na despedida a cidade de Braga, realizou uma exposição colectiva com os elementos da Maria Augusta produções com interacção da Mídia Art Instalações e Projecção de vídeo.


Graças ao seu trabalho, o artista recebeu uma bolsa de de 2 meses, Junho e Julho, da Fundação Calouste Gulbenkian para formação no HANGAR - Centro de Investigação Artística em Lisboa onde irá desenvolver novas técnicas para o aprimoramento da sua actividade artística.
Em Portugal 
Mudungaze tem exaltado os valores culturais de Moçambique, o que lhe tem agraciado com muita simpatia.

Já em Novembro, o artista segue para o Brasil para o VII Encontro de Literatura Infanto-juvenil onde para além da divulgação do seu trabalho e da imagem de Moçambique irá criar uma narrativa a partir dos personagens da sua exposição " Famílias moçambicanas- remédio da lua" que aconteceu em Novembro de 2018 na Fundação Fernando Leite Couto, desconstruindo clichês sobre a cultura e arte moçambicana pós-independência.