×
Calendario de Eventos
Materias Contactos Pesquisar
Login
x

Gaza: Opções de locais para visitar

Estamos nas vésperas da celebração do dia de São Valentim, também chamado dia dos namorados, que se celebra a 14 de Fevereiro. Geralmente, em datas como estas os apaixonados procuram por lugares especiais para celebrar o amor. É nesta senda que o Mapa das Artes seleccionou alguns lugares da província de Gaza, ideais para tal. Contudo, neste mesmo rol trazemos alguns lugares que fazem a história moçambicana, que vale a pena visitar em três dias.

Esta é uma província localizada no sul de Moçambique. A sua capital é a cidade de Xai-xai situada a cerca de 210  quilómetros a norte da capital nacional, Maputo. A província está dividida em 14 distritos e possui, desde 2013, 6 municípios: Chibuto, Chókwè, Macia, Manjacaze, Praia do Bilene e Xai-Xai. É atravessada pelo rio Limpopo, sendo o seu centro vital. É ele que torna a província importante sobre diferentes pontos de vista: agricultura, política e desenvolvimento. 

A província de Gaza é detentora de paisagens lindas. Para quem vem de Maputo faz apenas três horas de viagem para chegar à capital Xai-xai. A sua beleza natural fez com que esta constasse da lista de visitas de turistas, de várias nacionalidades.

Confira abaixo dez locais para visitar em Gaza

Praia de Xai-Xai

Este é um ponto bastante atractivo. As suas águas cristalinas convidam a um mergulho, ou mesmo a prática de surf ou ainda um passeio de iate. De carro são três horas saindo da capital moçambicana Maputo. O passeio pode ser feito em carros menores, na viagem de Maputo-Xai-xai, mas já na praia 4x4 são melhores para fazer este passeio por conta do areal. Arredores tem pousadas para quem queira passar mais tempo. Uma óptima opção é a pousada Nascer do Sol situado em Chizavane e dispõe de terraço com piscina e churrasqueira. Entre as várias comodidades da propriedade estão um jardim, um lounge compartilhado e um bar. 


Praia de Bilene 

Esta é uma das praias mais badaladas de Gaza. É que neste local têm acontecido eventos culturais com músicos e Dj´s renomados, fora momentos de lazer que algumas pessoas procuram. Para quem queira pernoitar por lá pode fazê-lo num dos Guest Houses, que existem nas imediações da praia, como é o caso do Humula Beach Resort situado a 3 km do Lago Uembje. Este disponibiliza acomodações com um restaurante, estacionamento privado gratuito, uma piscina exterior e um bar. 

Na praia do Bilene é também possível assistir a feiras de artesanato, e porquê também não comprar uma lembrança.


Praia de Chidenguele

Este é também um local de eleição para quem visita a província de Gaza. Saindo da capital Maputo são quase quatro horas de carro. As pousadas luxuosas e águas cristalinas da praia dão a sensação de um verdadeiro paraíso. É uma opção sem dúvidas atractiva para os amantes que queiram celebrar o amor.

 

Naara Eco Lodge & Spa

Situado a 15 km de Chidenguele, o Naara Eco Lodge & Spa oferece acomodação acessível apenas por veículos 4x4 altos, nas margens do Lago Nhambavale. O local é extremamente bonito, calmo e silencioso. As instalações são confortáveis e o atendimento muito atencioso (cada chalé recebe um café/chá com bolinhos de manhã cedo, na varanda, para que os hóspedes possam apreciar a paisagem confortavelmente!). A comida é excelente e o cardápio super variado. Caso não queira ir de carro até o hotel, por conta da estrada de terra/areia, eles oferecem um transfer da cidade até o lodge. 

 

Parque Nacional de Limpopo

O Parque Nacional do Limpopo está localizado no distrito de Massingir. Nas suas planícies arenosas, savanas de mopane, savanas arborizadas e planícies aluviais pode-se encontrar uma diversidade de espécies, incluindo elefantes, rinocerontes e búfalos. Entre canoagem, visitas guiadas e pesca, os turistas hospedados no Parque podem desfrutar de várias actividades de lazer.


Parque Nacional de Banhine

Localizado no distrito de Chigubo, na Província de Gaza, o Parque Nacional de Banhine é conhecido pela savana semi-árida, onde pode-se observar espécies como avestruz, hipopótamos a tomar banho nos seus lagos e místicos embondeiros. Em 1973, foi nomeado Parque nacional para assegurar a biodiversidade singular deste tipo de clima, tendo sido ameaçado pela captura de espécies para jardins zoológicos internacionais, tráfico de marfim, caça ilegal e um período de grande seca que afectou principalmente as espécies terrestres. O Parque, a ressurgir gradualmente com a translocação das espécies mais afectadas, recebe visitantes numa área preparada para o ecoturismo, onde podem pernoitar e fazer safaris pelas suas rotas terrestres.


Chongoene Holiday Resort

O Chongoene Holiday Resort fica a 3 Km do norte da praia de Xai-xai e tem uma vista espectacular sobre a praia e as águas transparentes do oceano Índico. Tem zona de campismo, e um restaurante junto à praia.

Contudo, porque reza o adágio popular, que aprender não ocupa espaço nada melhor, que visitar alguns locais históricos. 


Chilembene
Chilembene, terra onde nasceu e cresceu Samora Moisés Machel, o primeiro Presidente da República de Moçambique, chamado Herói da Nação.
Chilembene é uma povoação urbanizada no âmbito de construção e instalação do colonato de Limpopo pelos portugueses que chamavam de “ Vila de Madragoa”, situada numa extensa planície de terras férteis, próprias para a prática de agricultura e criação de gado. Chilembene é a sede do Posto Administrativo do mesmo nome do Distrito de Chókwe. No centro da vila de Chilembene, foi erguido um Monumento em homenagem a Samora Machel. Nas proximidades de Chilembene, se pode avistar a Histórica Mafureira de Ntchovane onde o estratega comandante guerreiro Maguiguane Cossa reunia regularmente com altos comandos dos seus exércitos nas guerras de resistência contra os colonialistas portugueses. Para chegar a Chilembene são 3 horas de carro e é aconselhado o uso de um carro 4x4 pelas condições que a estrada apresenta.

Coolela
Travou-se a 7 de Novembro de 1885, uma batalha entre guerreiros moçambicanos liderados pelo Rei Ngungunyane e portugueses. Morreram moçambicanos e portugueses, estes últimos considerados vencedores devido a sua superioridade militar.
No local existia um Monumento colonial com uma lápide evocativa dos soldados portugueses que morreram em combate, incluindo restos mortais depositados em caixas. O Monumento colonial foi substituído por outro construído em betão armado com um pedestal dedicado aos guerreiros moçambicanos tombados e uma placa que indica a protecção do local pela lei 10/88 de 22 de Dezembro. O monumento está no distrito de Manjacaze, onde para se chegar saindo de maputo são 4 horas de viagem de carro.