×
Calendario de Eventos
Materias Contactos Pesquisar
Login
x

CHAMADA DE PROJECTOS 2022 CCFM

CHAMADA DE PROJECTOS 2022

O CCFM lança uma chamada para a submissão de projectos na área das artes performativas que inclui as disciplinas de música, dança, teatro, artes de rua e projectos multidisciplinares. As candidaturas estão abertas a todos os artistas e produtores, nacionais e estrangeiros.

 

Submissão de Candidaturas

até 31 Agosto 2021 para o email programmation@ccfmoz.com

Chamada de Projectos de Artes Performativas Música / Dança / Teatro / Artes de Rua / Multidisciplinar

Link para o regulamento clique aqui

Página do CCFM Clique aqui


REGULAMENTO

Nota importante: De notar que as condições descritas neste Regulamento estão sujeitas a alterações de acordo com as condições oficialmente impostas no âmbito das medidas de prevenção e combate à pandemia de COVID-19.

Apresentação

O Centro Cultural Franco-Moçambicano (CCFM), em Maputo, no âmbito das suas missões de promoção e valorização da produção artística Moçambicana, com o objectivo de fomentar a colaboração, cooperação e intercâmbio artístico, lança a anualmente, durante o mês de Agosto, uma Chamada de projectos com o objectivo de seleccionar as propostas que vão integrar a programação cultural do ano seguinte. Esta Chamada de projectos está aberta a propostas nas seguintes disciplinas das artes performativas: Música, Dança, Teatro, Artes de Rua e Multidisciplinar, e é dirigida a todos os artistas e/ou produtores, a nível nacional e internacional.

 

Disposições gerais

Artigo 1º Objecto

O Centro Cultural Franco-Moçambicano (CCFM) lança uma Chamada de projectos com regularidade anual na área das artes performativas, abrangendo as seguintes disciplinas: Música, Dança, Teatro, Artes de Rua e Multidisciplinar.

1. Música: apresentação de concertos de artistas emergentes e estabelecidos, de acordo com um regime de parceria (ver Artigo 3º)

2. Dança: apresentação de espectáculos de dança de artistas independentes, companhias, associações, de acordo com um regime de parceria (ver Artigo 3º)

3. Teatro: apresentação de espectáculos de teatro de artistas independentes, companhias, associações, de acordo com um regime de parceria (ver Artigo 3º)

4. Artes de Rua (acrobacia, mímica, malabarismo, marionetas, teatro de rua): apresentação de espectáculos de artes de rua de artistas independentes, companhias, associações, de acordo com um regime de parceria (ver Artigo 3º)

Nota: Serão sempre valorizados e priorizados os projectos de, e com, artistas Moçambicanos.

A este programa podem candidatar-se: 1. Estruturas artísticas, companhias, associações, artistas, bailarinos, actores, coreógrafos, encenadores produtores de nacionalidade Moçambicana ou estrangeira.


Artigo 2º Chamada de projectos

1.Para efeitos de selecção das propostas, é realizada uma Chamada de projectos durante um prazo máximo de um mês: de 01 a 31 de Agosto 2021;

2. Os projectos seleccionados deverão integrar a programação 2022 do CCFM, no período compreendido entre Fevereiro e Dezembro 2022;

3.A Chamada de projectos será anunciada online através das plataformas de comunicação online do CCFM, nomeadamente, Website, Newsletter semanal, Facebook, Instagram, WhatsApp, e outras formas de comunicação;

4. Para o processo de candidatura, será disponibilizado um Formulário de inscrição em formato digital que deverá ser correctamente preechido pelos potenciais candidatos dentro dos prazos estabelecidos.


Artigo 3º Condições do regime de parceria

O regime de parceria tem como princípio básico a partilha de riscos e responsabilidades entre ambas as partes e consiste em:

1. Divisão das receitas de bilheteira à razão de: 60% para o produtor / artista e 40% para o CCFM;

2. O CCFM compromete-se a:

a. Oferecer as condições técnicas necessárias através da disponibilização do equipamento técnico descrito na Ficha técnica do CCFM (acesso à Ficha técnica mediante solicitação prévia por e-mail);

b. Disponibilizar a equipa técnica do CCFM (técnico de som, técnico de luz, assistente de palco) dentro dos horários de trabalho estabelecidos;

c. Disponibilizar no mínimo 2 a 3 dias para montagem e ensaios antes do dia do evento e dentro dos horários previamente acordados, cumprindo os horários de funcionamento do CCFM;

d. Disponibilizar o espaço para 1 (uma) apresentação do evento dentro do calendário e horários previamente definidos e acordados;

e. Criar as peças de comunicação (digitais e impressas) para a divulgação do evento;

f. Redigir e difundir um Comunicado de imprensa;

g. Fazer o contacto com a imprensa para a marcação de entrevistas com o objectivo de divulgação do evento;

h. Criação e divulgação de um spot publicitário para difusão do evento nas redes sociais e televisão;

i. Encarregar-se da logística de bilheteira (fornecimento, venda e controlo de bilhetes) dentro da lotação autorizada das salas de espectáculo;

j. Encarregar-se da segurança no dia do evento através da contratação de seguranças de reforço para o controlo da entrada de público, entrada de artistas e estacionamento exterior.

3. O produtor / artista compromete-se a:

a. Fornecer antecipadamente todos os detalhes técnicos sobre o evento (ficha técnica, desenho de luz, plano de palco);

b. Fornecer todas as informações relativas ao evento necessárias para a criação das peças de comunicação dentro dos prazos previamente estabelecidos;

c. Respeitar todas as normas e regras de funcionamento do CCFM;

d. Fornecer e apresentar o evento na íntegra (completo) e assumir a responsabilidade artística do mesmo;

e. Estar em conformidade com as obrigações e deveres que impliquem o eventual pagamento de direitos de autor junto das entidades competentes. Artigo 4º Espaços disponíveis

O CCFM tem os seguintes espaços disponíveis para a apresentação de projectos de artes performativas:

1. Sala grande: sala semicoberta com 650 lugares;

2. Auditório: sala fechada com 144 lugares equipada com um sistema; profissional de projecção;

3. Palco do jardim: espaço ao ar livre com capacidade para um máximo de 1000 pessoas em termos de lotação.

Nota: lotação dos espaços de acordo com os dados oficiais (não considerado o protocolo sanitário em período de pandemia)


Artigo 5º Condições de admissibilidade

1. Só serão elegíveis para análise e avaliação os processos de candidatura com Formulários de inscrição correctamente preenchido e completos;

2. Ao CCFM reserva-se o direito de solicitar informação adicional sobre os projectos candidatos se considerar necessário.


Artigo 6º Processo de candidatura

1. Os interessados deverão tomar conhecimento do presente Regulamento e preencher, dentro do prazo estipulado para o efeito, o Formulário de inscrição disponível:

a. online, acedendo à página do CCFM em www.ccfmoz.com

b. através de solicitação via o endereço de e-mail programmation@ccfmoz.com


Artigo 7º Prazo de candidatura

1. As propostas devem ser apresentadas dentro dos prazos estabelecidos na Chamada de projectos;

2. Propostas apresentadas fora do prazo de candidaturas anunciado não serão consideradas.


Artigo 8º Selecção

1. O número de projectos seleccionados anualmente em cada Chamada de projectos é determinado pela Comissão de avaliação de projectos constituída por agentes culturais representantes das várias áreas das artes performativas elegíveis no âmbito desta Chamada;

2. A divulgação dos resultados das candidaturas ocorrerá durante os dois meses subsequentes ao término do prazo de candidaturas;

3. Uma vez oficialmente anunciados os resultados finais, com a selecção do(s) projecto(s), não haverá recurso.

 

Artigo 10º Exclusões Serão excluídos:

1. Os projectos que não apresentem a documentação solicitada no Formulário de inscrição;

2. Os projectos que não apresentem o Formulário de inscrição correctamente preenchido;

3. Os projectos que não cumpram os prazos anunciados na Chamada de projectos;

4. Os projectos que não se enquadrem no âmbito das disciplinas elegíveis, a saber, Música, Dança, Teatro, Artes de Rua e Multidisciplinar.


Artigo 11º Júri

1. A selecção dos projectos será efectuada pelos membros do Júri cuja composição é da responsabilidade do CCFM;

2. A selecção dos projectos poderá incluir, entre outros, uma entrevista pessoal ao candidato.


Artigo 12º Tratamento de dados

Todos os dados pessoais disponibilizados pelos condidatos/beneficiários serão utilizados exclusivamente para o efeito de gestão e avaliação das candidaturas à Chamada de projectos pelo CCFM, enquanto entidade responsável pelo tratamento de dados.


Artigo 14º Disposições finais

1. Se as circunstâncias assim o exigirem, este Regulamento poderá sofrer, a qualquer altura, as alterações ou modificações indispensáveis, as quais, uma vez comunicadas ao beneficiário, são para ele imediatemente obrigatórias;

2. Todos os casos omissos no presente Regulamento serão resolvidos pela Administração do CCFM.