×
Calendario de Eventos
Materias Contactos Pesquisar
Login
x

Exposição A língua Portuguesa em Nós no CCBM

O acervo do Museu da Língua Portuguesa, do Brasil, que retrata a história e a diversidade do idioma, está chegando a Maputo. A abertura da exposição, intitulada "A Língua Portuguesa em Nós", será realizada no dia 15 de agosto, a partir das 18h00, no Centro Cultural Brasil-Moçambique (CCBM). A cerimônia contará com espetáculo de poesia e música. Haverá uma programação cultural diversa e exclusiva ao longo de todo o período da exposição. As atividades locais têm curadoria do Presidente do Fundo Bibliográfico da Língua Portuguesa, Nataniel Ngomane.

O conteúdo foi organizado a partir de quatro eixos temáticos: Nós da Língua Portuguesa no Mundo, História da Língua Portuguesa no Brasil, Poesia e Prosa, e Diálogos. Com consultoria de conteúdo do compositor, escritor e professor de Literatura brasileiro José Miguel Wisnik, a exposição faz um passeio pela presença da língua portuguesa no mundo, o contato com outros idiomas, sua participação na formação cultural brasileira e sua presença na música, nas expressões culinárias e na literatura.

Percurso da exposição
Ao entrar na exposição, o visitante é conduzido por um passeio com curiosidades sobre os países que compõem a CPLP – Comunidade de Países de Língua Portuguesa (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste), vai descobrir as origens da Língua Portuguesa e como os idiomas vivem em constante movimento, nascem, se cruzam e se transformam.

A influência da Língua Portuguesa na diversidade da cultura brasileira será também celebrada em duas experiências audiovisuais. A Praça da Língua reproduz a experiência-símbolo do Museu da Língua Portuguesa: uma instalação audiovisual e imersiva com pérolas da criação artística em língua portuguesa, que formam um mosaico de músicas, poesias, trechos literários e depoimentos. A área Música e Culinária, por sua vez, aborda a relação entre língua, identidades e culturas. Já na cápsula de coleta dos falares, o visitante é convidado a deixar seu testemunho falado sobre sua relação com o idioma: os depoimentos passarão a fazer também parte do acervo do Museu da Língua Portuguesa, cujas obras de reconstrução terminam no segundo semestre de 2019.

Visitas guiadas
A exposição terá também intensa participação dos jovens moçambicanos. Foram selecionados jovens estudantes para participarem de atividades de formação para atuar como mediadores das visitas educativas. Estão sendo agendadas 4 visitas diárias de grupos de estudantes de escolas primárias e secundárias, bem como de universidades, que possibilitarão um contato mais interativo com a exposição. Todas as escolas e instituições de ensino estão convidadas a agendar visitas à exposição, por meio do e-mail ccbm.eventos@gmail.com ou pelo telefone 2130-6840.

Primeiro museu no mundo totalmente dedicado a um idioma, o Museu da Língua Portuguesa foi inaugurado na Estação da Luz, prédio-símbolo de São Paulo, em 2006. Em quase dez anos de funcionamento, recebeu cerca de 4 milhões de visitantes. Hoje está em reconstrução.

A exposição itinerante “A Língua Portuguesa em Nós” propõe diálogos e trocas com os falantes da língua portuguesa no continente africano. Já foi exibida na cidade da Praia, em Cabo Verde, e atualmente está em cartaz em Luanda, Angola, e também em Paraty, no Brasil, aonde chegou para a 16ª edição da Flip – Festa Literária de Paraty e fica até 2 de setembro. Atualmente, cerca de 270 milhões de pessoas falam português nos cinco continentes.

A exposição “A Língua Portuguesa em Nós” é uma iniciativa do Ministério das Relações Exteriores do Brasil - Itamaraty, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo, a Fundação Roberto Marinho, o Museu da Língua Portuguesa e o Instituto Internacional da Língua Portuguesa, com coordenação da Expomus.

Horários de visitação
15 de agosto a 14 de setembro de 2018
Local: Centro Cultural Brasil Moçambique - CCBM
Av. 25 de Setembro, 1728, Maputo, Moçambique. Tel.: +258 21 306 840
Segunda-feira a sexta-feira, das 9h às 18h, e sábado, das 9h às 14h.  Entrada livre e gratuita